segunda-feira, outubro 16, 2006

Dos namorados

Namorar um dentista ou um empregado das finanças não é a mesma coisa [quer dizer, imagino que não seja, porque nunca namorei nem um nem outro; mas, enfim, isto é assim a modos que só um exemplo, uma maneira de dizer...]. Porque eles [homens] têm mais tendência que nós [mulheres] a misturar o que são com o que fazem, há situações cujo desfecho é directamente determinado pela profissão. Deixo-vos duas que se passaram comigo [eventualmente, é uma secção a continuar]. Contem-me as vossas histórias aí nos comentários! :)

Um jornalista da área automóvel [pequena nota para o pessoal que me conhece: não, não foi aquele que vocês estão a pensar; nem tudo na minha vida é um livro aberto :Þ]:
Algures numa posição menos… convencional dentro de um 206 [e não, eu ainda não tinha um na altura], bato com a cabeça já nem me lembro bem onde e queixo-me. Comentário dele, com um ar muito profissional: “É o utilitário mais espaçoso do mercado…”.

Um piloto da TAP:
Na minha casa, que é perto do aeroporto, quase três da manhã, os dois à conversa no sofá, ouço passar o terceiro avião no espaço de 20 minutos.
Eu: Credo, tanto barulho! Não era suposto os aviões não poderem circular entre a meia-noite e as seis da manhã?!
Ele: Se tiverem o instrumento de medição do ruído podem levantar e aterrar a qualquer hora, mesmo que… [entretanto, repara no meu olhar] O que foi?
Eu: Era uma pergunta retórica…

41 comentários:

Cláudia Cunha disse...

:-))

Xana disse...

O meu marido, que é fotógrafo, tem o "tique" da luz. Qualquer que seja o ambiente ou o contexto, o primeiro comentário dele é sempre se a luz é ou não boa! Mas tu sabes isto, claro! :D

wings disse...

Namorar com uma jornalista da área automóvel:
Eu - Bateram-me no carro hoje de manhã.
Ela - A sério?
Eu - Sim, um Volkswagen.
Ela - Um Volkswagen? Assim, de repente, lembro-me de uns oito! Foi um Transporter? Um Sharan? Um Lupo? Faz toda a diferença na hora de imaginar os estragos que fez no teu jipe, sabias?

Amor com amor se paga, senhora dona boneca! :P

Tita disse...

Eu já namorei um dentista! E recordo-me que ele reparava sempre nos sorrisos das pessoas. Aposto que ia adorar o teu! ;)

Nes disse...

O must!
:)

Xana disse...

Dá-lhe, comandante! Ela está a pedi-las! :D

Anónimo disse...

administrador de sistemas com fixação em carros: numa conversa agradável, numa noite, ao sabor de um café quentinho, diz ele "estás na pole position dos meus logs.

gestor de marketing: no meio de uma sessão de compras, num supermercado de uma cidade que não aquela onde moramos. eu, à procura já não me lembro do quê enquanto ele me traça o mapa do supermercado dizendo onde está o quê, juntamwente com uma explicação detalhada sobre as técnicas da psicologia do consumo.

:)

tens toda a razão, portanto. fiquei intrigada com o que será que dirá um dentista.

BlueAngel disse...

Nem toda a gente consegue deixar a profissão dentro das portas da redacção ou escritório.

muito bom. lol

Sofia disse...

ahahhaha
Adorei o seu blog. A propósito, o meu marido é gestor de finanças. Será que é por isso que até mesmo num beijinho ele mede o risco x retorno ??
Abraços,

pp disse...

Rosinha,
o que é que dirá um ginecologista???? :)))))

:)*

Zuza disse...

Bem, mas o jornalista convenceu-te q compraste mm um :DD

nós por cá achamos melhor não partilhar ;)))

Ana disse...

Que comédia lol ***

Anónimo disse...

E um motorista de táxi que cada vez que estaciona ou acaba um serviço diz: Já está!
Querem imaginar, querem? :-P

;-*

Patrícia disse...

lol!!! mas então acabaste por comprar um dos utilitários mais espaçosos do mercado, foi?? Acho bem!

Anónimo disse...

com o ginecologista...

Fim de tarde, um ginecologista aguarda sua última paciente que não chega. Depois de 45 minutos, supõe que ela não virá mais, e resolve tomar um gim tónico para relaxar antes de voltar para casa. Instala-se confortavelmente numa poltrona e começa a ler o jornal do dia, quando toca a campainha. É a paciente que chega e, com olhos cheios de lágrimas, pede desculpas pelo atraso.
"Não tem importância, imagine..." - responde o médico.
"Olhe, eu estava a tomar um gim tónico enquanto esperava. Quer um também antes do exame?"
"Aceito com prazer" - responde a paciente, aliviada.
Ele serve um copo de gim, senta-se à frente e começam a conversar.
De repente ouve-se um barulho de chaves na porta do consultório.
O médico tem um sobressalto, levanta-se bruscamente e diz:
"É a minha mulher! Rápido, tire a roupa e abra as pernas!

eumesma disse...

Lol...isso são so chamados namorados "fixados" no trabalho...

Mas pronto, vê a coisa pelo lado positivo, sempre aprendeste mais alguma coisa sobre aviões e carros utilitários... :-)

O pior é que calha assim um dia um deputado ou ministro...ufaaaaaaa..aí vais adormecer a ouvi-lo falar de certeza..eheheh

asdrubal tudo bem disse...

Não há paciência para pessoas que não conseguem separar a vida pessoal da profissional. Espero que os tenhas posto com dono.

Jorge disse...

Como diz a Xana, tu estás a pedi-las! Portanto, cá vai:
Uma jornalista da área automóvel :p
Numa loja Blockbuster, cheia de gente, já na caixa, à espera de pagar. Alguém segreda qualquer coisa ao ouvido do rapaz da caixa, e ele anuncia ao microfone: "pede-se ao proprietário do Peugeot cinzento que se encontra estacionado lá fora o favor de se dirigir junto ao mesmo". E ela (a tal jornalista da área automóvel), dispara: "O Peugeot cinzento? senhor tem a noção de que lhe vão sair da loja quase metade dos clientes, não tem? Não dava para ser um bocadinho mais específico?".

Minerva McGonagall disse...

O meu namorado é músico. Assim que ouve uma nota deixa de prestar atenção ao que estou a dizer!

GE disse...

Acho que todos temos pequenos tiques que nos ficam da area profissional, o segredo está em não ser exagerados.

Bjinhos

Lu.a disse...

Tal como a Minerva, também já namorei com um músico. De cada vez que ele ouvia uma nota musical o resto do mundo deixava de existir...

izzolda disse...

LOL! Confesso que eu própria tenho tendência a não deixar passar em branco um comentário profissional! Embora não me lembre de casos concretos :)

No caso de um engenheiro mecânico ligado ao sector automóvel, tendencialmente há comentários relacionados com a composição dos materiais ou o modo de funcionamento de determinadas coisas, nos momentos mais inusitados :)

Sara disse...

Aspirante a estudante de medicina. afirmei uma coisa chata de se fazer por pura brincadeira.

Eu:(...) um dia destes corto os pulsos...
Ele: Os pulsos? assim demora muito tempo! cortas as veias do pescoço, assim não passa o sangue para o cérebro, mas não te podes esquecer de colocar o pescoço de lado porque senão...
Eu:(olhar repreensivo)
Ele: já percebi...

mariadarosa disse...

ahahahahahaha

O meu namorado é musico, fiz-lhe uma serenata, eu canto pessimamente, e ele disse-me:

- Vou te ensinar a tocar viola, para ver se isso soa melhor!

:)

boleia disse...

LOL! Obrigada pela partilha!
agora nao me lembro de nenhuma! mas vou pensar nisso ;)

mãe gabi disse...

Não me lembro de nada assim tão hilariante!:D

marta disse...

Eu só posso falar no geral, não me lembro agora de nenhum episódio específico. Mas aviso-vos já que namorar com um desempregado é uma seca... eheheheh! É um sufoco! "Get a life!"

Amores Perfeitos disse...

ri me com este post mas tb me ri imenso com os comentários...

racker disse...

Como estudante de línguas que sou e namorado de uma estudante de línguas é óbvio que isto dá sempre uma "salganhada" de português, inglês e alemão!

Já agora, Rosa, o teu alemão mesmo assim não está nada mau, ao menos sabes perguntar se fala outra língua... o que é bastante útil!

P. disse...

ya ya..queixa-te dos que falam do trabalho e que tem..e os desocupados? e maninos da mamã? que nunca aprenderam a fazer nada, esses sim sao aborrecidos:/ e olah que eu sei do que falo

Fee disse...

Quando venho aqui deixas-me sempre mais bem-disposta com as tuas lógicas!
Não tenho assim nenhuma história engraçada, mas agora que vou começar a trabalhar em part-time numa loja de roupa acho que vai ser giro;)!

Cocas disse...

Ah ah ah...o texto está engraçado :)

Cristina disse...

loooooooooooooooooooooooooooooooooool,loooooooooooooooooooooooool.

as coisas que se ouvem!

beijinhos. ainda a rir....lembrei-me das "conversas" para cada especialidade...hehehe

abox disse...

nunca te aconteceu apitar sem querer no 206?! ;)

ps - o que me rio qdo cá venho!!! heheheh obrigada! :)

SUSHISTICK disse...

Bom...eu namorei com uma modelo da nossa praça e sempre que fazíamos amor (ou lá o que era) ela tinha tiques de catwalk e virava-se para onde julgava estar uma objectiva. Quando não estava! Pelo menos dessa vez... :P

Carlota disse...

Os meus têm tendência para ter a mesma profissão que eu... logo, acho que não noto os comentários profissionais ;)

Ines disse...

Já não passava por aqui há meses!
Foi uma redescoberta agradável!

O meu "mais que tudo" é médico - estivemos uns dois anos, sem sequer uma aspirina em casa!
Aqui vale o velho ditado... "Em casa de ferreiro... espeto de pau!"

SEAMOON disse...

Bom..lá está conseguiste por me a rir feita louka aqui no oficce,que até entraram no meu gabinete para perguntar o que se passava...lol,

bjs

Inês disse...

Leio-te. Gosto. Acabei de descobrir que deves ser minha vizinha.

Bjs

joaninha disse...

já à muito tempo que não me ria tanto... adorei o teu texto e os comentários... ;) PARABÈNS

LopesCa disse...

Lindo :)