quarta-feira, março 12, 2008

Fecho os olhos e...

… ainda te sei de cor.

Estou esgotada. Preciso tanto de te tirar do meu coração, da minha cabeça desordenada, da minha alma, do meu corpo. Preciso de silenciar as tuas palavras, de esquecer o teu silêncio. Quero apagar da minha memória o teu rosto, a tua voz, o teu cheiro. Quero libertar-me deste amor que não existe. Preciso de ti longe de mim. Noutra vida. Noutra dimensão. Noutra galáxia. Preciso de me atirar de cabeça deste trapézio instável em que transformaste os meus dias e fazer da nossa história um bloco de gelo que, lentamente, derrete ao sol. Mas fecho os olhos e... ainda te sei de cor.

36 comentários:

Luazinha disse...

O tempo se encarregará de apagar o que o coração deixar...
Tudo de bom!!
Kiss

Luazinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pimpo & Pimpa disse...

Às vezes o que se concretiza não é o que nós queremos, mas sim o que fazemos para o conseguir...
Bjs Cláudia

SC disse...

Ui, tão difícil. Mas as experiências existem para que tiremos lições delas...
Força!

ariana luna disse...

Um beijinho no teu coração, minha querida!

[Como dizia o Miguel Esteves Cardoso, "O Amor é fodido"...]

Marisa disse...

Ainda... com o tempo vais deixando de conhecer se te afastares... e se te mantiveres afastada.

Mary disse...

Demora querida, se demora.

Mas garanto-te que um dia passa.
Que vais encontrar alguém bem mais interessante, que te mereça.
Ás vezes não vale pena andarmos a perder o nosso tempo, por muito que nos custe, com pessoas que não nos dão nada, em que somos só nós a dar.

" se amas alguém deixa-o livre....se ele te amar volta , se não voltar... é porque não te ama "

Um beijo grande

Isa

borbolettta disse...

é impressão minha ou à minha volta o amor anda todo a desmoronar-se? grrr bejinhos e força

Marla disse...

Infelizmente, ainda não inventaram o Guronsan para as ressacas emocionais. Estou em crer que haveria de ser um best-seller.
Sendo assim, a nossa única alternativa é mesmo levantar o queixo e acreditar que um dia chegamos lá. :)

Beijinhos**

Eduardo Lara Alves disse...

Abrir os olhos e olhar o Sol. Esse Sol quente que derrete o gelo que encerra a história passada.
Abrir os olhos e aprender novas formas, novas cores.
Querer assentar os pés na terra, querer quem nos quer.

Sorrisos em Alta disse...

Por mim, tudo bem...

Mas... nós mal nos conhecemos!!!!
LOL
;o)))

andorinha disse...

Só o tempo, mesmo, Rosita:)
Beijo grande.

SUSHISTICK disse...

easy...é cor de água de sabão! Assim podes wash him away fast! :)

P.S. aprecio sempre esta alternância postadeira: ora sério, ora silly, ora sério...ora silly again! Ahah!

Diabinho disse...

"Antes do amor, do dinheiro, da fé, da fama , da lealdade... dá-me a verdade".

"A felicidade só é real quando partilhada"

do filme INTO THE WILD

JP

elisa disse...

Um abraço apertado.
Beijinhos:)

Xinha disse...

Se descobrires como apagar a memória dos sentidos, passa-me a fórmula pleeeeeeaaaaase!

BlueAngel disse...

E não queríamos todos saber isso, Rosa dos sorrisos? Se houvesse uma fórmula, não seria bem mais fácil? Vai passar, passa sempre, vais ficar com o que houve de bom e vais crescer de uma forma assombradora. É sempre assim!!! beijinhos grandes

florbola disse...

Sim.. demora tempo.. às vezes tempo demais a passar...
Deixo-te um beijinho grande aqui : )

Este post, a forma como o escreveste, está tão bonito!

borbolettta disse...

tenho um desafio para ti em: http://aventurasdaborboleta.blogspot.com/2008/03/desafio.html

MIN disse...

lixadissimo!
beijos

Patrícia disse...

anh... não feches os olhos!

Pronto tá bem... fecha mas por pouco tempo de cada vez, para o rosto, a voz, o cheiro irem desaparecendo devagarinho... até lá aguenta-se e tenta-se resistir a tentações...

Cláudia disse...

Afinal há mais quem escreva posts que não nasceram para ser comentados. ;)

Obrigada pelo elogio querida Rosa. :)
Beijinhos grandes. ***

Paulo L. disse...

Conseguiste colocar em palavras aquilo que estou a viver e a sentor neste momento e que me é dificil expressar....

Jonix disse...

o melhor conselho realmente é o deixar passar o tempo. Mas enquanto o tempo passa, há que tentar ocupá-lo com coisas suficientes para não se pensar no que nos faz estar tristes e sofrer.

J disse...

Ai Rosa... que aperto... como te entendo. Dizem que vai passar. Não te preocupes.
Beijinhos e força

yulunga disse...

Resumindo Miguel Esteves Cardoso:
Foooda-se :-(
Nestas alturas o melhor é não dizer nada.
Deixo um beijinho.

Pólvora disse...

Como eu te entendo...

Annie disse...

:)

MomentosDeMim disse...

"O amor e um lugar estranho"

Paradoxo disse...

acende esse rastilho e deixa o coração decla-mar o que sente!

beijão

LopesCa disse...

Dizem que o tempo ajuda :|
Boa sorte

Gaivota disse...

É como o outro senhor dizia... mesmo depois de rasgar tudo, limpar tudo, aniquilar tudo o que nos lembra uma pessoa ainda conseguimos fechar os olhos e recitar, de cor, o número de telefone desse alguém.

Somos aquilo que vivemos (passado e presente)... é difícil libertarmo-nos daquilo que nos construiu, que nos fez.

Cristina disse...

:/

Sandrina disse...

Repito :

Somos aquilo que vivemos (passado e presente)... é difícil libertarmo-nos daquilo que nos construiu, que nos fez.

Stella Noir disse...

eu nao sei se o tempo ajuda... eu tive alguem que amei e que por vezes nos momentos menos esperados ainda me vem a cabeca, por mais cliche que seja esta frase.
The heart knows no reason!
li, gostei e sei muito bem do que falas.

beijinhos de Toronto,

Catarina disse...

Começo a achar que gostarás do conteúdo do post no meu blogue "Hoje era dia... Aqui fica... Pelo piano a quatro mãos e os jogos de football...". É do dia 9. É só ouvir... Votos de um bom dia!