quarta-feira, setembro 27, 2006

Um ano

Faz hoje, logo mais à noite (de madrugada, para ser mais precisa).
Lembro-me perfeitamente do espanto, da surpresa, da estupefacção, do isto não pode estar a acontecer, do isto não faz sentido nenhum. Passou um ano, e ainda não sei se isto faz algum sentido. Mas aconteceu, não há dúvida. No entanto, eu não sei como viver isto que aconteceu, e às vezes tenho a sensação que isso faz com que viva uma outra coisa que não esta. Também não estou a fazer sentido nenhum, não é? Tenho alturas em que só me apetece desistir, porque viver isto exige de mim o grande sacrifício de não ter força para fazer o que devia ser feito. Mas nesta minha nova cobardia, que é assim mais ou menos como acordar de manhã na cama de um estranho, não tenho coragem de simplesmente ir.
Viver tira-me o sono.

27 comentários:

Ana Sousa disse...

:(
(chuac chuac...)

Miguel disse...

Um beijo

guga disse...

Isso vai para aí uma grande confusão na cabeça. Há que ter calma e se calhar arriscar ou não!!!

bjs Sandra

Sandro disse...

Não percebi do que se trata... Mas, Parabéns! :)

Xana disse...

Vou dizer aqui o que já te disse centenas de vezes, porque assim sempre fica escrito e pode ser que lhe dês mais atenção: deixa-te de cobardias e faz o que devia ser feito. Será melhor para todos, especialmente (e isso é o que verdadeiramente importa) para ti. Um ano é muito tempo.

Jorge disse...

Como dizia o outro, viver todos os dias cansa. Mas há que sacudir o cansaço dos ombros e nunca entregar os pontos. Vá, princesa Rosa, toca a saltar da cama desse estranho... ;)

Jorge disse...

Para não ser mal interpretado, faço uma adenda: o que eu queria efectivamente dizer é que a cobardia não combina contigo, princesa. Beijos.

ana disse...

fará alum sentido ou parece estúpido e incoerente e até um abuso dizer-te que te percebo assim... completamente...?

zeni disse...

Amanhã é outro dia... Há que ter coragem para o viver, como me parece que tem a Rosa do "Sorriso aos Molhos"...

daraosdedos disse...

Viver tiras-nos muitas vezes o sono (pelo menos a alguns/umas) de nós mas com o passar dos anos, apesar de muitas coisas continuarem a não fazer sentido, de acharmos que não nos pode estar a acontecer, aprendemos a aceitar que se está a acontecer é porque existe alguma razão...e aí aceitamos melhor e não sofremos tanto. E a vida deixa de nos tirar tanto o sono ;)
Um beijo doce Rosa

p.s: Já tinha saudades dos teus posts :)

Kiau Liang disse...

Ainda não te tinha dito que gosto muito de ler e apesar de às vezes não (te) concordar...

Partilho recordações de um ano atrás, às vezes recordamos nos outros, e fica o gosto amargo do que ficou por viver...ou dizer, ou sentir...e o tempo não para...[há quem diga que nem existe]

Um abraço grande...

pp disse...

Rosinha,
estou certo que a seu tempo o faras, se efectivamente achares que é o melhor para ti. Mesmo que não o faças, os teus amigos(entre os quais eu me auto-incluo) vão continuar a gostar te ti. Tens o tempo que quiseres. :)
:)*

GE disse...

Minha nossa, que confusão que para aí vai.

Bjinhos

Gorduchita disse...

Ao não saber o que mais dizer, fico-me pelo "Arranja forças para fazeres aquilo que achas certo!"

al disse...

olá espero que esta tua fase não dure muito pois parece que não andas feliz, não quer dizer que a nossa vida tenha que ser só felicidade mas de certeza que não pode ser só infelicidade... ás vezes temos que bater no fundo para agir de alguma maneira e sem dar-mos por isso entra-mos em fase de negação e depois teem de acontecer uma mudança, uma quebra um fim e um inicio e tudo o que termina doi sempre um pouco, mas acredita que o inicio trás coisas muitas boas não quero ser intrometido é só uma opinião para te poder ajudar de alguma maneira porque nem sei concretamente o que se passa mas a quebra o fim não quer dizer que seja o fim duma relação, basta só uma mudança na nossa maneira de agir ou de estar que já é uma mudança grande e até pode não ser para nós mas sim para quem nos rodeia e isso acaba sempre por necessitar s nossas forças...

força e um beijinho caramelizado, lol ;)

espero não ter sido confuso (esperanças), mas o que interessa é ficares bem.

Cláudia Cunha disse...

Mau mau Maria Rosa do Jardim... Vai lá!!! Não sejas orgulhosa porque depois sais a perder...
:-) CHUAC!

P. disse...

nem sp fazer o que é certo é o que nos faz sentir melhor:( oh..e o que é que é certo? nao é o que nos faz felizes?
ando xata!

Tiago Franco disse...

O meu pai costumava dizer-me que "depois de uma boa noite de sono, tudo parece diferente".

Sandrinha disse...

Se tiver que ser feito tenho a certeza que mais cedo ou mais tarde o vais conseguir fazer!

Beijinho

SUSHISTICK disse...

Faz agora uns 5 segundos que li o teu post. Viver com os estilhaços do passado exige muito. um beijinho para esse sono. Que caiba todo aqui.

andorinha disse...

Miúda, pela primeira vez desde que te leio, não percebi patavina.Loooool
Deixo-te um beijinho:)

Ana disse...

Tão deprimida.. É só uma fase. E viver tira-nos sempre o sono ocasionalmente. *

izzolda disse...

Er....bem....só tenho a dizer que ainda bem que viver te tira o sono, acho que é sinal de que realmente se vive!

Blue C. disse...

Pois eu ia dizer o mesmo que a Izzolda... A vida não é feita para nos dar sono... apesar de muita gente andar para aí a dormir em vez de viver. Beijoquinhas doces

rob disse...

já sei que saiu de moda e ninguém gosta dele, mas gosto do título de um livro antigo do Pedro Paixão, Viver todos os dias cansa...

Marta disse...

Como é possivel que o que estás a dizer me seja tão familiar?! Nem sempre somos tão corajosas como fazemos crer a quem nos rodeia... força! Parar é morrer, ainda que viver te tire o sono. Bjs.

escorpiaotenhoso disse...

Se precisares de ajuda, podes sempre contactar o ET...

9-10-2006