quinta-feira, dezembro 18, 2008

Modo off

Esta semana pude verificar, empiricamente, a tal hipótese de que a ignorância tem relação directa com a felicidade. Alheia às fraudes de Madoff, à candidatura de Santana Lopes e à polémica sobre o sapato que - infelizmente - não acertou na cabeça do Bush, lá onde Milão começa (e ao mesmo tempo sem Milão muito por perto, até onde isso for possível - mas, acreditem, é um pouco possível), só pude reflectir sobre insignificâncias. E que bom que foi.

12 comentários:

BlueAngel disse...

Às vezes sabe mesmo muito, mas muito bem. Como te compreendo. :-) beijinhos

...Ju... disse...

basta que para ti tenha sido bom... :)

bjinho*

bunny disse...

gostei do teu blog:)

Eduardo Lara Alves disse...

Nao te estou a reconhecer :) mas ainda bem!!!

Sofia disse...

Só te falta uma coisa: a comunicação da Manuela Ferreira Leite ao país com uma árvore de natal e uma lareira como fundo...

A ignorância pode ser uma bênção sim senhora...

Andreia do Flautim disse...

E fizeste bem, não pensas em coisas que não valem a pena!

Lu.a disse...

Fizeste muito bem...! :)
E já agora, bom fim de semana!

Tite disse...

Não há nada como fugir à realidade, de quando em vez, n'é?

Feliz Natal

Eumesma disse...

Olá :-)

Sim, e haveria muitos mais exemplos do quanto é bom por vezes viver/estar na ignorância...
E que bom que é pensar em insignificancias, afinal o Bush está lá tão longe anyway...:-)

LopesCa disse...

De vez em quando até sabe bem desanuviar assim.

Pi disse...

É tão bom ignorar...

Beijinhos e BOM NATAL!!!

criptog disse...

É mais estilo função quadrática ... começa alta, desce, mas depois volta a subir.
:)